Deixar a mentira

Leitura: EF. 4:25a

decisoesQuando DEUS nos fala em Sua Palavra que nós devemos deixar a mentira, não se trata apenas de uma ordem no sentido de “não falar a mentira”; antes, é uma ordem que envolve direção e posição. Tem a ver com movimento, é sair da mentira.

É uma ordem muito semelhante àquela dada no passado para Abraão, em Gênesis 12:1 à “Sai-te da tua terra… para a terra que EU te mostrarei”.

Sempre que DEUS ordena ao homem que este deixe um lugar, ELE indica-lhe também um “destino”. DEUS chamou Abraão para “sair”, garantindo-lhe “um lugar para onde ir”.

Quando olhamos para Adão, no Éden, podemos ver que Adão encontrava-se posicionado não apenas geograficamente no Éden, mas espiritualmente “em DEUS”.

Se partirmos do princípio de que “DEUS É A VERDADE” (DT. 32:4), Adão, então, por “morar em DEUS” (SL. 90:1) morava “na VERDADE”. Por conseguinte, Eva, esposa de Adão, desfrutava, com ele, da mesma “posição”, tendo em vista que Adão era “seu cabeça” – 1 CO. 11:3.

Adão era o “guardião” da sua família, logo, Eva estava em segurança (GN. 2:15). Entretanto, Adão “baixou a guarda”! Adão subestimou certo querubim que estava ali pelo Jardim do Éden (EZ. 28:13-15).

Bastou um descuido seu, um momento de tempo longe de sua esposa… Isso foi o bastante para que Eva fosse seduzida e enganada pelo Diabo – 2 CO. 11:3; 1 TM. 2:14; GN. 3:13.

Nesse dia, quando Eva, mesmo que enganada, deu ouvidos à mentira do Diabo (AP. 12:9; JO. 8:44) e quando convenceu Adão, levando-o a pecar com ela (GN. 3:17a), nesse mesmo dia, ainda que não tenham percebido, mudaram de posição.

Por isso DEUS pergunta à Adão: “Onde estás”? Não se trata aqui de um “onde” geográfico! DEUS sabia a localização geográfica de Adão. A pergunta, ali, era retórica… Como que dizendo: “Adão, percebe que você mudou de posição”?

A glória (luz) de DEUS que brilhava sobre eles (Adão e Eva) se apagou, e agora sua nudez aparece – SL. 104:1,2; 90:16; RM. 3:23; GN. 3:7.

A partir daquele momento Adão deixou de “estar na Verdade”, e passou a “estar na mentira”. Deixou de ser o governante do mundo, deixou de “dominar” o mundo, para “ser dominado” por satanás. Com um simples ato, Adão entregou ao Diabo não apenas poder sobre sua própria carne, como também entregou a ele o governo do mundo – GN. 3:14, 19; MT. 3:7; LC. 4:5,6; 1 JO. 5:19.

Desde aquele momento em diante, quando Satanás recebeu das mãos de Adão o governo, o mundo começa a “seguir um curso”, a partir daquele momento todas as ações do mundo serão em oposição ao Reino (Governo) de DEUS – EF. 2:2; 1 JO. 2:16; OS. 4:1.

A partir de então há “duas posições”, “duas situações”, onde é possível que estejamos:

· Ou estamos “no espírito” – RM. 8:9 – ou estamos “na carne” – RM. 8:8;

· Ou estamos “em CRISTO” – 2 CO. 5:17 – ou estamos “em Adão” – 1 CO. 15:21,22;

· Ou estamos “na verdade” – EF. 4:21; JO. 15:7 – ou estamos “na mentira” – EF. 4:25 (se há um mandamento para “deixar”, é porque existe a situação de “estar”). Se o Diabo é a “fonte da mentira” (JO. 8:44), e se “o mundo todo jaz (está) no Maligno” (1 JO. 5:19), então, por dedução lógica, “o mundo todo está na mentira”.

Resumindo, tudo que é feito “na carne”, na “força humana”, na “independência de DEUS”, é feito sob o domínio da mentira. E isto aplica-se a todo tipo de atividade, até mesmo a atividade “religiosa”.

Portanto, o convite registrado em Romanos 12:2 que diz para “não nos conformarmos com este mundo” é totalmente coerente com toda a revelação contida nas Escrituras.

Em relação aos filhos de DEUS, o SENHOR JESUS tomou providências. Conhecendo os ardis do Diabo, JESUS fez uma provisão para Seus filhos.

O SENHOR sabia que muitos apostatariam da fé genuína e verdadeira, sabia que muitos deixariam a verdade e seguiriam a mentira.

Então, para que não fôssemos enganados, o SENHOR JESUS estabeleceu “ministérios” na Sua Igreja.

Ao examinarmos Efésios 4:11-16 encontramos o cuidado amoroso de CRISTO por Sua Igreja:

v. 11 à ELE mesmo deu uns (não todos, mas apenas alguns) para:

a) Apóstolos

b) Profetas

c) Evangelistas

d) Pastores e Doutores.

(Estes são os quatro ministérios existentes na Igreja neotestamentária)

v. 12 à O que o SENHOR JESUS quer fazer através deles?

– O aperfeiçoamento dos santos (HB. 6:1,2)

Para quê?

– Para a “obra do ministério”.

Que obra (trabalho) é esse?

– Para a edificação do Corpo de CRISTO (Igreja – EF. 1:22,23)

v. 13 à Por quanto tempo, até quando?

– Até que “todos” cheguemos à unidade da fé

Que fé é esta?

EF. 4:5; JO. 7:38,39; GL. 2:20. JD. 3; 1 JO 5:4; 1 CO. 1:10). A “unidade da fé” indica os cristãos devem “crer da mesma forma”, “falar todos uma mesma coisa” – “Rogo-vos, porém, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que digais todos uma mesma coisa, e que não haja entre vós dissensões; antes sejais unidos em um mesmo pensamento e em um mesmo parecer”. (I Coríntios 1:10)

– Até que cheguemos ao conhecimento do Filho de DEUS, a varão “perfeito”, à medida da estatura completa de CRISTO.

v. 14 à Para que não sejamos mais meninos inconstantes (1 CO. 3:1-5; HB. 5:11-14), levados em roda por todo vento de doutrina, pelo engano dos homens que, com astúcia, enganam fraudulosamente (induzem ao erro). Portanto, os ministérios foram levantados pelo SENHOR JESUS para proteger os demais membros do Corpo de CRISTO (os cristãos) contra as falsas doutrinas, contra o engano dos falsos mestres (2 PE. 2:1-3) que, com astúcia, induzem ao erro.

v. 15 àseguindo a verdade em amor fraterno, cresçamos em tudo, … em CRISTO.

Os ministérios, então, levam os cristãos a um crescimento ordenado, uniforme, não enfatizam certas verdades em detrimento de outras, nem omitem parte das Escrituras escolhendo somente aquelas que lhes convêm. O Corpo (Igreja), precisa crescer de forma uniforme.

v. 16 àDo qual todo o corpo, bem ajustado, e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, faz o aumento do corpo, para sua edificação em amor”.

O crescimento do Corpo (da Igreja) só ocorre “segundo a justa operação de cada parte”, auxiliado por todas as “juntas”. Ou seja, para que haja o correto crescimento do “corpo”, cada membro precisa estar “ligado”, estar coordenado por “suas juntas” (pelos irmãos próximos, por aqueles que são sua autoridade ou pelos seus cuidadores).

Em suma, o SENHOR JESUS está edificando a Sua Igreja – MT. 16:18 – na qual ELE É não só o fundamento (1 CO. 3:11), mas também é o autor (originador) e o consumador (que executa) da fé (HB. 12:2). E essa fé é uma fé não fingida, antes é pura e frutífera. Uma fé coerente com as Escrituras – JO. 7:38,39.

Todo o resto é apenas ilusão. São mentiras de satanás e deve ser deixado, ainda que tenham belos títulos, bela aparência, e por mais eloquentes que sejam os seus defensores.

Anúncios

Sobre Carlos A. Bächtold

Sou um discípulo de JESUS CRISTO. Casado com Adriana Bahiense Scansetti Bächtold, temos dois filhos: Daniel e Débora. Atualmente resido em Foz do Iguaçu, onde busco ser semelhante a JESUS, crendo em tudo o que ELE ensinou e obedecendo a tudo o que ELE ordenou. Para isso busco viver segundo o Evangelho do Reino, procurando fazer discípulos por onde vou. No momento atuo como professor de ensino fundamental na Rede Municipal de Educação.
Esse post foi publicado em Adão, apostasia, Bíblia, carne, CRISTO, engano, espírito, , fé genuína, igreja, mentira, religião, sedução e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Seu comentário e opinião são importantes:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s